História da Ilha

O arquipélago de Fernando de Noronha sempre esteve na rota de navegação das grandes expedições navais do século 16. Em 1503 Américo Vespúcio, em sua segunda expedição ao Brasil à procura de pau-brasil, aportou no conjunto de ilhas que chamou de São Lourenço.

A expedição de Vespúcio foi patrocinada por um fidalgo português chamado Fernão de Loronha, que receberia do governo Português as terras do arquipélago como uma Capitania Hereditária, a primeira do Brasil, recebendo o nome de seu donatário.

Abandonada por Loronha, que nunca chegou a por os pés na ilha, a capitania foi ocupada por holandeses no século 17 e franceses no século seguinte. Cansados das ocupações, Portugal decidiu colonizar de vez o local. Nesse período lusitano Fernando de Noronha serviu tanto de hospital quanto de presídio para presos sentenciados a longas datas.

A grande biodiversidade de Fernando de Noronha sempre chamou a atenção de cientistas e biólogos do mundo. Até o ilustre Charles Darwin visitou a ilha em 1832. Hoje o arquipélago abriga o Projeto TAMAR, e o Parque Nacional Marinho de Noronha, contribuem para a preservação da fauna e flora do local.

Arquipélago de Fernando de Noronha pertence ao estado de Pernambuco, estando a 545 quilômetros de Recife. Com 21 ilhas e uma área total de 26km² e aproximadamente 3 mil habitantes, a ilha é considerado Patrimônio Mundial Natural, título concedido em 2001 pela UNESCO, por isso o estilo de vida adotado pelos moradores da ilha é majoritariamente eco sustentável.

Reservas: +55 (81) 3619.0227 | +55 (81) 3619.1518

reservas@pousadasdenoronha.com.br